Escolha uma Página

Continuamos a desvendar os mitos e verdades sobre as dores na lombalgia. Ainda há muitas dúvidas e desinformações sobre o que pode causar e os tratamentos contra a dor lombar.

Confira agora mais 3 mitos sobre a dor lombar!

 

1) A principal causa da dor lombar é a postura ruim.

MITO! Não existem estudos que correlacionam postura com dor lombar. As causas da lombalgia são multifatoriais, ou seja, grande parte delas não são consequência de um motivo único e específico.

Nós tentamos correlacionar uma causa específica para nossas dores, mas pra dor lombar isso não é possível.

Existem situações bem mais claras, como por exemplo, um trauma, que gerou um fratura, por exemplo. Mas estamos falando de algo muito individual, que atinge menos de 1% da população.

Procure ajuda profissional especialmente se sua lombalgia ultrapassar o tempo de 3 a 4 semanas.

No mais, siga se movimentando, trabalhando e vida que segue.

2) Minha coluna é frágil e pode estar fora do lugar.

MITO! Sua coluna não é frágil e não existe coluna fora do lugar.
Nossa coluna foi desenvolvida para o suporte de cargas e movimento. E ela suporta muito bem as atividades do nosso dia a dia.

Afirmar que a coluna está fora do lugar, por mais que seja uma expressão popular muito comum, não traduz a realidade. Se a coluna estivesse fora do lugar você teria uma fratura ou algo muito mais grave.
Vários fatores podem levar à dor e a dificuldade dos movimentos naturais da coluna e é isso que um bom profissional irá avaliar em você.

Através de uma avaliação detalhada, o tratamento é desenvolvido de acordo com as necessidades de cada caso.

3) A medicação é o melhor tratamento para a dor lombar.

MITO! As principais diretrizes internacionais de manejo da lombalgia sugerem que os médicos recomendem menos remédios para a dor como tratamento primário. E que estimulem a prática de exercícios físicos.

A fisioterapia é considera hoje o tratamento primário mais adequado para o tratamento da dor lombar. A fisioterapia não é invasiva, não tem efeitos colaterais, não tem riscos e o resultado é muito positivo.

Quem escolhe a fisioterapia como primeiro manejo para a dor, toma menos remédios, faz menos exames de imagem (muitos deles desnecessários) e faz menos cirurgias.

Procure sempre por profissionais diferenciados e atualizados com os melhores tratamentos.